CASTRO ALVES

Nome literário: ALVES, CASTRO

Nome completo: ALVES, ANTÔNIO DE CASTRO

Pseudônimo: MUSSET

Nascimento: MURITIBA, BA, 14 DE MARÇO DE 1847

Falecimento: SALVADOR, BA, 6 DE JULHO DE 1871

 

BIOGRAFIA

Poeta. Antônio Frederico de Castro Alves nasceu em Muritiba (BA), em 14 de março de 1847. Filho do médico Antônio José Alves e de Clélia Brasília da Silva Castro, que morreu quando ele completou 12 anos. Por volta de 1853, mudou-se com a família para a capital e estudou no colégio de Abílio César Borges. Mudou em 1862 para Recife (PE), onde concluiu os preparatórios e, depois de duas vezes reprovado, matriculou-se na Faculdade de Direito em 1864. Cursou o 1º ano em 1865 e logo integrou-se na vida literária e acadêmica. Em 1866, perdeu o pai e, pouco depois, iniciou ligação amorosa com Eugênia Câmara, que desempenhou importantíssimo papel em sua vida.

Nessa época entrou numa fase de grande inspiração e tomou consciência do seu papel de poeta social. Escreveu o drama Gonzaga e, em 1868, foi para o Sul e matriculou-se no 3º ano da Faculdade de Direito de São Paulo.

Durante uma caçada, sua arma disparou acidentalmente e feriu seu pé esquerdo. Com a ameaça de gangrena, teve que ser amputado, no Rio de Janeiro, em meados de 1869.

Voltou à Bahia e passou grande parte do ano de 1870 em fazendas de parentes, em busca de melhoras para a saúde comprometida pela tuberculose. Em novembro, saiu seu primeiro livro, Espumas flutuantes, único em vida. Junto do declínio físico, produziu alguns dos seus mais belos versos. Morreu em Salvador (BA), em 6 de Julho de 1871, aos 24 anos, sem terminar o maior projeto que se propusera, o poema Os Escravos.



www.rfp.org.uk

{ Links }

{ Programas }